IGREJA COM PROPÓSITOS

Alcançamos as pessoas através dos 5 Propósitos de Deus para a Igreja:

 Comunidade ? Pessoas que não têm Jesus

 Multidão ? Pessoas que frequentam as Celebrações

 Congregação ? Pessoas comprometidas com a membresia

 Comprometidos ? Pessoas comprometidas com a formação espiritual

 Núcleo ? Pessoas ativas em Ministério

 

 

 COMO ATUAMOS

NOSSA ABORDAGEM: Uma Igreja dirigida por propósitos: Adoração, Missões, Comunhão, Discipulado e MinistériNOSSO ESTILO DE ADORAÇÃO: Uma Igreja com liturgia contemporânea.

NOSSO ALVO: Uma Igreja que visa ganhar os sem Igreja.

NOSSA LIDERANÇA: Uma Igreja liderada por Ministérios.

 NOSSOS PASTORES: Uma Igreja Liderada por uma Equipe Ministerial e Pastoral.

 NOSSA METODOLOGIA: Uma Igreja em que os Pastores treinam e equipam seus membros para desenvolverem seus dons e ministérios.

NOSSA ESTRATÉGIA: Uma Igreja que desenvolve seus membros naturalmente da multidão para o núcleo de ministério.

NOSSA METODOLOGIA DE ENSINO: Uma Igreja em células na visão do MDA(modelo de discipulado apostólico), que visa a vivência dos cinco propósitos. O foco do nosso discipulado é a transformação de vidas e o cuidado mútuo.

 NOSSA FILOSOFIA DE MINISTÉRIO: Uma Igreja composta de ministros de Deus. Dentro da Igreja ministros e fora da Igreja missionários.

 

CÉLULAS ? GRUPOS FAMILIARES

 A igreja do Senhor Jesus está atualmente experimentando uma mudança de paradigma ao redor do mundo. Esta mudança está acontecendo na visão, estrutura, e funcionamento da Igreja Local, resgatando a prática da igreja primitiva de se reunir nos lares.

 A visão da Igreja Neo-testamentária, porém era bem diferente. Na Igreja primitiva, os cristãos se reuniam nos lares, não como uma opção, mas porque o coração da Igreja Local e o centro de suas atividades eram nos lares.

Tudo acontece através dos grupos familiares: Ensino da Palavra, Evangelismo, Discipulado, Visitas, Acompanhamento aos Novos Convertidos etc.

 

 OS OBJETIVOS DOS GRUPOS FAMILIARES:

  • Fortalecer a Igreja Local
  • Edificação dos membros
  • Oração
  • Desenvolver comunhão genuína e verdadeira
  • Proporcionar cuidado pastoral
  • Praticar o discipulado
  • Ação Social
  • Cumprir a Grande Comissão
  • Multiplicação

 O pastor ensina, treina e equipa a Igreja para que todos efetuem o ministério. Líderes são formados através do discipulado e da experiência prática, trabalhando e produzindo frutos nas Células familiares. No Grupo Familiar usufruímos de comunhão, mas a ênfase é em novas pessoas, a integração dos novos convertidos acontece naturalmente nos grupos.

 

AS CINCO FUNÇÕES DO GRUPO FAMILIAR:

  • Evangelismo e Integração
  • Pastoreamento e Discipulado
  • Comunhão
  • Treinamento de Líderes
  • Crescimento e Multiplicação

 

NOSSOS GRUPOS FAMILIARES:

 Grupo Familiar é a igreja nas Casas. Como a célula do corpo humano o grupo Familiar tem que crescer e multiplicar formando novos grupos. Temos Grupos Familiares funcionando em todas as regiões de Araçatuba nas 4ª-feiras; 5ª-feiras 6ª-feiras e sábados. Nesses grupos temos adoração, intercessão, evangelismo, integração, discipulado, treinamento de líderes, comunhão e assistência social. Temos:

 
CÉLULAS HOMOGÊNEAS: Reúne um grupo especifico como: Universitários; Crianças; Adolescentes; Jovens; Senhoras; Surdos.

 CÉLULAS HETEROGÊNEAS: Reúne todas as pessoas, não há uma distribuição específica.

 

 

TREINAMENTO DE LÍDERES:

 Uma igreja em Células sempre deve produzir muitos líderes de qualidade! Porque o líder é formado pela prática do ministério, cheio do Espírito Santo e da Palavra de Deus, no contexto do Grupo Familiar.

 Temos o TADEL - Treinamento Avançado de Líderes, toda 3ª-feira às 20h00 em nosso templo. O objetivo é treinar e equipar os participantes para liderarem Grupos Familiares.

 

 M.D.A:

 Disse Jesus: "Ide Por todo Mundo e Fazei Discípulos de Todas as Nações" (Mt. 28:19) Todas as maiores Igrejas Locais do mundo já estão neste novo paradigma promovido pela Segunda Reforma; todas são igrejas em Células. O MDA, é um modelo recente que tem surgido, significa: Método de Discipulado Apostólico (Apostolic Discipleship Method). Este modelo prioriza o discipulado um a um, e também procura aproveitar as vantagens dos outros modelos. Na visão do MDA, é possível à Igreja Local ganhar multidão para Jesus sem deixar de cuidar bem de cada cristão - é o modelo de discipulado um a um em ação!!!

 
Jesus, demonstrou que o discipulado era um conjunto de fatores como: convivência, o modelar do ministério, investir um a um, investir em grupo de discipulado, orar juntos, congregar juntos, etc. Vemos, depois, os apóstolos e líderes da Igreja Primitiva seguindo este modelo. A Bíblia deixa bem claro, porém, que o "Método Apostólico de Discipulado" que Jesus havia iniciado continuou. Barnabé foi atrás de Saulo (Paulo) e obviamente investiu muito na vida dele Paulo investiu muito em Silas, Timóteo, Lucas, etc. A história diz que Pedro investiu muito em João marcos e assim por diante. Este é o "Método de Discipulado Apostólico"; Mateus 28:18-20; II Timóteo 2:2. Somos uma igreja em Células na visão do M.D.A.

 

 OS MEMBROS

 A PIB é uma Igreja para todos. Somos uma Igreja de fortes convicções e não negociamos questões fundamentais com relação à nossa visão, missão, valores e propósitos. Sendo assim, este conjunto de valores acaba por definir como são os membros da Pib.

 

 

1. Pessoas que são dirigidas por Propósitos

- Entendemos que não devemos apenas conhecer os propósitos bíblicos de adoração, comunhão, discipulado, ministério e missões, eles devem ser a motriz de nossa vida, ministério e Igreja. Estamos aqui na Terra para entendermos e praticarmos este sentido de vida, como Jesus ensinou com o grande mandamento - Mt 22.34-40 e a grande comissão - Mt 28.19-20.

 

2. Pessoas que amam servir em Ministérios

- Os membros da PIB que permanecem entendem que ser é um propósito fundamental de Deus para nossas vidas. Vivem o ministério dentro e fora da Igreja, participando, orando e contribuindo para que o ministério possa acontecer de forma natural, porque fomos feitos para isto, como diz Ef. 2.10.

 

3. Pessoas biblicamente saudáveis

- Como não somos produtos que aceitam rótulos, a ?membresia? da PIB entende que não devemos ser conservadores, nem liberais, pentecostais ou tradicionais, precisamos ser equilibrados e bíblicos. Cremos que a Bíblia é nosso preceito de vida. Mt. 22-29.

 

4. Pessoas que permanecem em rede de células

- Para nós a célula é o coração da Igreja. Ali acontece a verdadeira vida comunitária. Por meio dos pequenos rebanhos aprendemos de forma prática a viver os 05 propósitos de Deus e nossa ?membresia? é fortalecida.

 

5. Pessoas que entendem que cada membro, ministro e pastor, tem um papel diante do rebanho

- O pastor sênior ama a todos, pastoreia para todos e ora por todos, mas porque ele é humano e possui uma agenda intensa, não consegue dar atenção exclusiva a todos, ir a todos os eventos, fazer todas as visitas, casamentos, guardar todos os nomes, tampouco atender a todas as expectativas; por isto, nossa ?membresia? entende que todos somos importantes para Deus e cada um tem funções diferentes no cuidado e edificação do rebanho, inclusive os membros.

 

6. Pessoas que entendem que o evangelismo precisa ser contextualizado

- Entendemos que para ganhar todos os tipos de pessoas, precisamos pescar com múltiplos anzóis, indo onde o povo está, seja no carnaval, ruas, zona de prostituição, esportes etc. Nossa missão é resgatar todos,f azendo uma redenção também da cultura.

 

7. Pessoas que valorizam a Igreja em alta performance de velocidade

- Realmente a PIB corre para ganhar vidas, socorrer pessoas, para abrir e desenvolver novos ministérios por amor aos que precisam de Deus. Não corremos para nós mesmos, mas para anunciar o evangelho e trazer Jesus de volta.

 

8. Pessoas que praticam missões como estilo de vida

- Sabemos da importância do missionário de carreira. O evangelho chegou até nós, por meio de muitos deles, todavia, não podemos continuar apenas neste modo. Precisamos que todos entendam que somos missionários no mundo, porque o chamado é para a vida, e todos somos chamados.

 

9. Pessoas que valorizam os eventos

- Os eventos não são um fim na Igreja, eles são o meio, para alcançarmos os fins. Os eventos são pontes para alcançarmos os sem Jesus ou treinamentos para a edificação de vidas.